quinta, 26 abril 2018

Desafios e perspectivas na implementação do Sistema Nacional de Avaliação, Acreditação e Garantia de Qualidade do Ensino Superior

Desafios e perspectivas na implementação do Sistema Nacional de Avaliação, Acreditação e Garantia de Qualidade do Ensino Superior

Moçambique aprovou a Política e o quadro normativo básico relativo a “qualidade do ensino superior no país”. Nesta linha, o Governo criou o quadro institucional, através da publicação pelo Conselho de Ministros de um decreto regulador e da entrada em funcionamento da Comissão Nacional para a Qualidade do Ensino Superior (CNAQ) junto do então Ministério da Educação. É dentro deste contexto, que a UEM assumiu a responsabilidade de promover e assegurar a implementação de um sistema de garantia de qualidade de ensino estruturado e sustentável.

Ler mais, aqui

Melhores universidades serão distinguidas

“O GOVERNO moçambicano vai lançar um “ranking” para distinguir as melhores universidades do país e adoptar um sistema de inspecção moderno para o Ensino Superior, informou quarta-feira o Ministro da Ciência e tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, Jorge Nhambiu. “ vamos passar a divulgar o ‘ranking’ das melhores universidades “, afirmou Nhambiu, falando à margem das celebrações do 20º aniversário da Universidade Católica de Moçambique, na província de Nampula, citada pela Agência de Informação de Moçambique (AIM).

Além de introduzir um sistema de inspecção moderno, afirmou, o Executivo quer revitalizar o Conselho Nacional de Qualidade, entidade que regula a actividade das universidades no país.

Entre os indicadores a ter em consideração, o governante apontou a qualificação dos docentes e a qualidade de ensino como fundamentais, observando que caberá ao Conselho Nacional de Qualidade a acreditação de todos os cursos leccionados por todas instituições do Ensino Superior no país.

Apesar de o número de universidades ter registado um rápido crescimento nos últimos anos, Moçambique debate-se ainda com o problema da qualidade e do acesso ao ensino, num momento em que o país conta com mais de 50 instituições. Nhambiu, que se encontra em Nampula numa visita de trabalho com o objectivo de se inteirar das actividades em curso no domínio do seu pelouro, aproveitou a oportunidade para desafiar as universidades moçambicanas, particularmente a UCM, a prosseguirem com a sua expansão por todo o país e a apostarem na formação em áreas ligadas à agricultura, energia, infra-estruturas e turismo. No contexto das actividades agendadas, o titular da pasta de Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional esteve ontem no Centro de Transferência de Tecnologias de Luaze, no distrito de Angoche, e hoje escala a Escola Profissional de Murrupula, instituição de ensino técnico-profissional onde decorrem trabalhos de ampliação de suas infra-estruturas.” In Jornal notícias 12 de Agosto de 2016

Lançamento da avaliação externa 2018

AVALIAÇÃO EXTERNA DE CURSOS E/OU PROGRAMAS, 2018

O Conselho Nacional de Avaliação da Qualidade do Ensino Superior (CNAQ) é  órgão implementador e supervisor do Sistema Nacional de Avaliação, Acreditação e Garantia de Qualidade do Ensino Superior (SINAQES), criado pelo Decreto n.º 63/2007, de 31 de Dezembro, que integra funções específicas, deliberativas e reguladoras, em matéria de avaliação e acreditação de cursos e/ou programas das Instituições do Ensino Superior (IES) no país. 

Assim, no prosseguimento da sua missão, o CNAQ irá realizar neste ano, em duas vagas, a Avalição externa de Cursos e/ou Programas de Ensino Superior nas áreas de Engenharias, Ciências de Saúde, Gestão e Educação, antecedida da recepção dos relatórios de auto-avaliação conforme indicado a seguir:

leia mais aqui

 

Sondagem

O que acha da qualidade de ensino do pais?

Boletim Informativo

Visitantes

281834
HojeHoje50
Esta SemanaEsta Semana171
SempreSempre281834